Posts anteriores

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Gerdau (GGBR4) tem lucro líquido consolidado de R$145 mi no 3º tri

A Gerdau reportou um lucro líquido de R$ 145 milhões no terceiro trimestre do ano, aumento de 52,6% em relação ao observado no mesmo período do ano anterior. 

Resultado de imagem para gerdau
Ante o segundo trimestre do ano, o crescimento do ganho foi de 93,3%. No acumulado dos nove meses de 2017, o lucro chegou em R$ 1,044 bilhão, expansão de 455,3%.

O forte aumento do lucro na relação trimestral é explicado por eventos extraordinários, que inflaram o resultado do período. Sem esse efeito, o lucro do terceiro trimestre é estável em relação ao segundo trimestre. Já o aumento na relação anual, segundo a companhia, deve-se às menores despesas financeiras no terceiro trimestre, afetando positivamente a última linha do balanço.
Resultado de imagem para gerdau
“A melhora do cenário econômico em vários países vem se refletindo na recuperação da demanda por aço em alguns segmentos importantes, como o automotivo, que está apresentando crescimento consistente nos mercados de atuação da Gerdau e significativas exportações a partir do Brasil. 

O País já apresenta sinais de recuperação no consumo de aço, porém, a construção civil segue com baixa demanda e retomada em ritmo lento. Em relação à evolução dos nossos resultados financeiros no terceiro trimestre, destaco a continuidade dos esforços de gestão em todas as operações”, afirma, em nota, o presidente da Gerdau, André Gerdau Johannpeter, que deixa o cargo no início de 2018.

Resultado de imagem para gerdau
As vendas de aço da Gerdau no terceiro trimestre somaram 3,865 milhões de toneladas, alta de 5,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Ante o segundo trimestre do ano o aumento é de 4,3%. No ano as vendas de aço somaram 11,163 milhões de toneladas, recuo de 5,1% no comparativo anual.

Ante o segundo trimestre do ano o aumento das vendas é explicado também pelo melhor desempenho na América do Norte, mas também por conta do mercado doméstico brasileiro. “O mercado interno apresentou aumento no 3T17 quando comparado com 3T16, principalmente, pela melhora de vendas para o setor industrial. Já nas exportações, a queda dos volumes vendidos ocorreu por menor rentabilidade devido aos maiores custos”, destaca a Gerdau, no documento que acompanha o seu demonstrativo financeiro.
Resultado de imagem para gerdau
Levando-se em conta a receita líquida da companhia, a América do Norte respondeu por 40,3%, seguido de Brasil (32,4%), Aços Especiais (16,2%) e América do Sul (11,1%).

Já a produção de aço bruto no intervalo de julho a setembro chegou em 4,0652 milhões de toneladas, aumento de 4,3% ante um ano antes. Na comparação com o segundo trimestre do ano o recuo foi de 0,7%.

Os investimentos da Gerdau no terceiro trimestre deste ano somaram R$ 170 milhões. O montante significa uma queda de 40,5% ante o desembolso verificado no terceiro trimestre do ano passado.

Segundo a companhia, do total desembolsado de julho a setembro, 41,3% foram destinados para operação da América do Norte, 33,5% para a operação Brasil, 12,7% para a operação de Aços Especiais e, finalmente, 12,5% para a operação América do Sul.
Resultado de imagem para gerdau
De janeiro a setembro deste ano, os investimentos somaram R$ 602 milhões, quase a metade do investido no mesmo período do ano passado. A empresa frisa que esse investimento encerra um ciclo de desembolsos com a conclusão da laminação de chapas grossas em Ouro Branco e a aciaria na Argentina. Agora, segundo a Gerdau, o foco do investimento será em manutenção e atualização tecnológica das unidades industriais.

A Gerdau destaca, em nota enviada à imprensa, que nos últimos quatro anos o programa de otimização de ativos já contabiliza R$ 3,2 bilhões em desinvestimentos.

No documento que acompanha o seu demonstrativo financeiro, a Gerdau destaca que no início de outubro vendeu 100% de sua operação no Chile para os grupos familiares chilenos Matco e Ingeniería e Inversiones, por US$ 154 milhões. “Esse movimento está alinhado ao processo de otimização de ativos da companhia, com foco em rentabilidade e na redução de sua alavancagem financeira”, conforme o documento
Resultado de imagem para gerdau
A alavancagem da Gerdau – medida pela razão da dívida líquida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) – ficou em 3,4 vezes no terceiro trimestre, ante um indicador de 3,6 vezes no fim de junho e de 3,5 vezes no fim do ano passado.

A dívida líquida da Gerdau fechou o trimestre em R$ 13,607 bilhões, recuo de 6% ante o fim do ano passado e 6,3% ante o segundo trimestre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários...