Posts anteriores

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Comgás (CGAS5) anuncia receita líquida de R$ 1,4 bi no 2T17

A Companhia de Gás de São Paulo (Comgás) encerrou o segundo trimestre de 2017 (2T17) com cerca de 25 mil novas conexões, saindo de 1.715.762 no 1T17 para 1.740.879 no 2T17. Na comparação com o total no 2T16 (1.634.222), o crescimento é de 6,5%.


Resultado de imagem para comgas bovespa

A Companhia de Gás de São Paulo (Comgás), distribuidora de gás natural com atuação em parte do Estado de São Paulo, incluindo a região metropolitana, registrou um lucro líquido normalizado pela conta corrente regulatória de R$ 204 milhões no segundo trimestre deste ano, montante 66,5% maior que o reportado no mesmo intervalo de 2016. O indicador normalizado, na visão da administração, melhor reflete o desempenho da companhia. Pelo critério IFRS, o lucro líquido foi de R$ 146,3 milhões, representando uma queda de 66,5% sobre igual período do ano passado.

O volume de vendas da empresa foi de 1,08 bilhão de metros cúbicos no segundo trimestre de 2017, alta de 4,6 % na comparação com o mesmo trimestre de 2016.
Resultado de imagem para comgas
O segmento residencial fechou o trimestre com um crescimento de 16,7%, impactado principalmente pela menor temperatura média no período em comparação ao 2T16 e adição de 106 mil clientes nos últimos 12 meses.

Já o volume comercial cresceu 9% ante 2T16, impulsionado pela adição de novos clientes nos últimos 12 meses.

O Ebitda normalizado pela conta corrente regulatória somou R$ 459,8 milhões entre abril e junho, alta de 37,5% na comparação anual. A companhia destacou que o número foi negativamente impactado por um ajuste não caixa na conta corrente regulatória no valor de R$ 60 milhões. “Excluindo esse efeito, o Ebitda normalizado teve um incremento de 16,6%, refletindo o maior volume de vendas, melhor mix e positivamente afetado pela correção das nossas margens pela inflação em maio de 2016 e 2017 (9,81% e 2,55%, respectivamente)”, explicou a companhia. A margem Ebitda normalizado avançou 11,4 pontos porcentuais, para 33,8%.
Resultado de imagem para comgas
O Ebitda IFRS somou R$ 366,3 milhões no segundo trimestre, o que corresponde a uma queda de 42,9%, influenciado pela mecânica da devolução da conta corrente regulatória. A Margem Ebitda, por esse critério, recuou 16 p.p., para 26,9%.

Na área industrial, o crescimento foi de 4,2% em relação ao 2T16, em função da base de comparação baixa do 2T16 e do maior consumo de alguns clientes, além da retomada gradual da atividade econômica.
O volume do Gás Natural Veicular (GNV) fechou o trimestre com crescimento de 3,3% em relação ao 2T16, suportado pela maior competitividade do gás comparado aos outros combustíveis.
Resultado de imagem para comgas

O lucro líquido normalizado pela conta corrente regulatória foi de R$ 204 milhões no 2T17 (R$ 146,3 milhões em IFRS), resultado 66,5 % acima quando comparado ao mesmo período de 2016.

Por fim, os investimentos totalizaram R$ 106,7 milhões no 2T17. Já a alavancagem líquida normalizada passou de 1,2x em dezembro de 2016 para 1,0x em junho de 2017.

As despesas financeiras líquidas atingiram o montante de R$ 41,2 milhões no segundo trimestre deste ano, o que corresponde a um redução de 10,3% em relação ao mesmo período de 2016. “Essa variação é explicada principalmente pela menor dívida líquida, queda da taxa de juros e reversão de contingência civil no segundo trimestre de 2017, parcialmente compensada pelo reconhecimento de juros sobre créditos tributários no segundo trimestre de 2016”, explicou a companhia.
Resultado de imagem para comgas
A receita líquida atingiu R$ 1,359 bilhão, retração de 9%, refletindo a redução das tarifas, definidas pelas portarias da agencia reguladora, a Arsesp. “Vale mencionar que estes movimentos ocorreram em virtude da dinâmica do custo do gás e do saldo da conta corrente regulatória, sem impactar as margens normalizadas da companhia”, destacou a companhia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários...