Posts anteriores

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Entrega de jatos da Embraer (EMBR3) sobe 37,5% no primeiro trimestre de 2016

A Embraer entregou 21 jatos comerciais e 23 executivos no primeiro trimestre, em um total de 44 aeronaves, alta de 37,5% em relação ao mesmo período do ano anterior, informou a companhia nesta quinta-feira

Resultado de imagem para embraer logo
A fabricante de aeronaves Embraer entregou um total de 44 jatos no primeiro trimestre de 2016, alta de 37,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando 32 aeronaves foram entregues. Dos 44 aviões, 21 foram para o segmento de aviação comercial e 23 para o mercado de aviação executiva.

Segundo os dados operacionais divulgados pela companhia, em 31 de março, a carteira de pedidos firmes a entregar (“backlog”) somava US$ 21,9 bilhões e equivalia a 492 aeronaves.

No mesmo período, a carteira de pedidos firmes somava 1.704 jatos e as opções de compra totalizavam 653 aviões. As entregas ao fim do trimestre alcançaram 1.212 jatos. Tanto as entregas realizadas quanto os pedidos firmes em carteira incluem aeronaves vendidas pelo segmento de Defesa para companhias aéreas estatais — Satena e TAME.
Resultado de imagem para embraer
No segmento de aviação executiva, das 23 aeronaves entregues, 12 foram jatos leves e 11 foram jatos grandes: um Phenom 100E, 11 Phenom 300, cinco Legacy 500 e seis Legacy 650. No mercado de aviação comercial, dos 21 jatos, foram 19 modelos E175 e dois modelos E195.

Nos comentários que acompanham os dados do trimestre, a Embraer lembra que o principal destaque no intervalo foi a apresentação pública do E190-E2, primeiro modelo da segunda geração da família de E-Jets de jatos comerciais. Também no período, houve início das operações de E-Jets pela Austrian Airlines, que começou a incorporar 17 jatos usados do modelo E195 à sua frota.

Segundo comunicado da empresa, enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o principal destaque do trimestre foi a apresentação pública do E190-E2, primeiro modelo da segunda geração da família de E-Jets de jatos comerciais. Além disso, no trimestre tiveram início as operações de E-Jets pela companhia aérea Austrian Airlines, que começou a incorporar 17 jatos usados do modelo E195 à frota.
Resultado de imagem para e190-e2
Já sobre o acordo assinado nesta semana com a Horizon Air, subsidiária da Alaska Air, a Embraer ressalta que se todas as opções forem exercidas serão incluídas na carteira de pedidos do segundo trimestre de 2016. O acordo prevê 30 jatos E175, com opções de compra para outras 33 aeronaves do mesmo modelo, totalizando US$ 2,8 bilhões.

Na aviação executiva, o destaque ao longo do primeiro trimestre deste ano, segundo a Embraer, foi o anúncio da parceria com a Across para comercialização de jatos executivos no México. Pelo acordo, a provedora de serviço VIP para aviação executiva, localizada no aeroporto internacional de Toluca (AIT), nos arredores da Cidade do México, se tornou um representante da Embraer.

A companhia se manteve com 24 aeronaves E175 em carteira para serem entregues à cliente Republic Airways, que pediu concordata em 25 de fevereiro, levando a Embraer a realizar provisão em seu balanço do quarto trimestre.
Resultado de imagem para e175
Sobre o acordo assinado nesta semana com a Horizon Air, subsidiária da Alaska Air, a Embraer ressalta que se todas as opções forem exercidas serão incluídas na carteira de pedidos do segundo trimestre de 2016. O acordo prevê 30 jatos E175, com opções de compra para outras 33 aeronaves do mesmo modelo, totalizando 2,8 bilhões de dólares.

No mercado de aviação executiva, o destaque do trimestre foi o anúncio de uma parceria com a Across para comercialização de jatos executivos no México. Pelo acordo assinado, a provedora de serviço VIP para aviação executiva, localizada no aeroporto internacional de Toluca (AIT), passou a ser um representante Embraer. Além disso, o Phenom 300 consolidou, pela terceira vez seguida, a posição de jato executivo mais entregue do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comentários...